domingo, 20 de fevereiro de 2011

MINHA VONTADE *

      Quando  minha hora chegar, não se preocupe em introduzir vida artificial ao meu corpo, através do uso de uma máquina.  Ao invés disso entregue os meus olhos a um homem que nunca viu o nascer do sol, o rosto de uma criança ou o amor nos olhos de uma mulher. Dê meu coração a uma pessoa a quem seu próprio coração não causou outra coisa, senão intermináveis dias de dor. Dê meus rins a alguém que dependa de uma máquina para viver de semana a semana.
      Tire meu sangue, meus ossos, cada músculo e nervo do meu corpo e encontre uma forma de fazer uma criança com deficiência andar. Explore cada parte do meu cérebro.  Tire minhas células, se necessário, e deixe-as crescer até que, algum dia, um garoto mudo possa gritar quando seu time marcar um gol e uma garota surda possa ouvir o barulho da chuva através da janela.
       Queime o que sobrar de mim e espalhe  as cinzas ao vento, para ajudar as flores crescerem.  Se você realmente quiser enterrar alguma coisa, que sejam os meus defeitos, minhas fraquezas e todo o meu preconceito contra meu próximo.
      meus pecados ao diabo e a alma a Deus. Se desejar  lembrar-se de mim, faça com gesto de bondade ou com palavras a alguém que precise de você.  Se fizer  tudo o que pedi, eu viverei para sempre!
 * (Mensagem que recebi  de  uma amiga, chamada Ivonita, aqui de Florianópolis, que comenta:   Este texto, de autoria desconhecida, eu consegui no escritório do Crematório Vaticano, em Florianópolis e foi como se eu mesmo o houvesse escrito, pois meu desejo é o mesmo. Fev 2011)

Um comentário:

  1. JULIÃO, AGRADEÇO O DESTAQUE, POIS ACHEI ESTA MENSAGEM MUITO VERDADEIRA E ATUAL.
    NÃO CONSEGUI O NOME DO AUTOR, MAS SEI QUE HÁ DE SURTIR UM EFEITO MUITO CONSCIENTE.
    UM ABRAÇO
    (IVONITA)

    ResponderExcluir