Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2014

Paixão de Cristo, o teatro e o Pequeno Cirineu que entra em cena...

Ele não sabia que era encenação.

Jesus Cristo - Poema hermeneuta *

Sempre haverá Cristo, um segredo messiânico, um deserto para atravessar.
Um burrico para levar no dorso a humildade de um sonhador na passagem
E umjuiz, que lava as mãos, e que se diz justo no julgar
Que põe a culpa nas próprias leis, de qual se diz fiel cumpridor
E, para rimar com o autor, em aliteração, para não dizer não na compaixão:
Sempre haverá uma mãe, peregrina, viajante, com o filho nos braços
Que, mesmo com fome, mostra um sorriso de amor para acalentar.
Sempre haverá o curioso homem que busca a cura e o conhecimento,
Que, às vezes sem saber, presta serviço ao poder que domina e abomina.
Que se entrega às paixões do próprios sentidos de uma triste sina...
* Em homenagem ao menino Bernardo Uglione Boldrini, de 11 anos, Coroinha, Anjo e cheio de Santidade, assassinado em Três Passos - RS

José de Anchieta

No quadro pintado pelo artista Benedito Calixto em 1920, é retratado o jesuíta José de Anchieta escrevendo o 'Poema à Virgem', enquanto era refém de indígenas no litoral brasileiro. (Foto: Divulgação/Museu de Anchieta) Alguém arrisca dizer por que demorou tanto?

Parece que o "delay" de 400 anos  foi o tempo para aguardar o restaurador Francisco nos surpreender positivamente outra vez.



Poema a Virgem - Padre José de Anchieta
Escrito pelo Padre nas areias da Praia de Iperoig em Ubatuba. 


Minha alma, por que tu te abandonas ao profundo sono? 
Por que no pesado sono, tão fundo ressonas?
Não te move à aflição dessa Mãe toda em pranto,
Que a morte tão cruel do FILHO chora tanto?


E cujas entranhas sofre e se consome de dor,
Ao ver, ali presente, as chagas que ELE padece?
Em qualquer parte que olha, vê JESUS,
Apresentando aos teus olhos cheios de sangue.


Olha como está prostrado diante da Face do PAI,
Todo o suor de sangue do seu corpo se esvai.