domingo, 17 de novembro de 2013

"O ser humano vale o que é diante de Deus, e nada mais". (Dom Jaime Spengler)

(Foto de ZH)
Em sua primeira homilia como arcebispo de Porto Alegre, Dom Jaime Spengler enfatizou 
a crença no amor a Cristo e ao próximo e apostou na simplicidade dos franciscanos, 
ordem a qual ele e o papa Francisco pertencem. 
"O padre deve estar nas redes sociais", diz novo arcebispo
Dom Jaime Spengler tem histórico ligado à educação
Os desafios do novo arcebispo de Porto Alegre
A Catedral Metropolitana ficou lotada de fiéis na manhã desta sexta-feira para a transferência do cargo antes ocupado por Dom Dadeus Grings. Um telão teve de ser instalado na entrada para as pessoas que não conseguiram entrar no saguão principal.
Responsável pela criação dos vicariatos na Arquidiocese, Dom Dadeus lembrou a Dom Jaime da responsabilidade que seu sucessor terá durante os anos em que estará à frente da maior representação católica do Estado — abrange 29 municípios.

— Não é o senhor que toma posse da Arquidiocese. É a Arquidiocese que toma posse do senhor — disse Dom Dadeus.
Por sua vez, Dom Jaime celebrou os religiosos que fizeram a história da Arquidiocese da Capital e se colocou como "um pastor à frente de seu rebanho". Baseou sua homilia na pergunta de Jesus Cristo ao apóstolo Pedro ("Tu me amas?"), o que lhe foi negado três vezes.
— Nosso coração é insaciável, como é insaciável o amor. O ser humano vale o que é diante de Deus, e nada mais — disse Dom Jaime Spengler.
(Dom Dadeus e  Julião Goulart  na Feira do Livro de Porto Alegre)





Nenhum comentário:

Postar um comentário