quinta-feira, 7 de junho de 2012

A felicidade e a inveja


Era uma vez...
Dionísio (430 a 367 a.C), governante de Siracusa, residia num magnífico palácio. Cercado de bosques, o castelo oferecia todo o conforto e o luxo que o dinheiro pode dar. Num misto de admiração e inveja os amigos elogiavam a riqueza e o seu bom gosto Um dos palacianos, Dâmocles, era o mais pródigo em elogios e sempre concluía: você realmente é feliz.

Certo dia, Dionísio mandou chamar Dâmocles e lhe disse: quero que partilhes de minha felicidade. Por um dia poderás usufruir de todas estas riquezas. Dâmocles não acreditava em tamanha sorte e começou a visitar as magníficas salas do palácio e seus tesouros. No entanto, em meio a um esplêndido banquete, Dâmocles ergueu os olhos e sobre ele estava uma cortante espada, suspensa por uma frágil crina de cavalo. A qualquer momento poderia cair e decepar sua cabeça. A partir dessa constatação, perdeu o apetite e tratou de abandonar o castelo e suas riquezas o quanto antes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário