quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Frei Betto definindo poesia

Num encontro de escritores, promovido pelo Terceiro Setor, encontrei Frei Betto e trocamos livros e idéias. (fotos no blog, Encontros & Fotos, abaixo)
Poesia (visão dele, Frei Betto):
“A poesia é o sabor do saber. É o pão do espírito, irredutível ao racionalismo e ao pragmatismo. (...), ela é, na opinião dos gregos, eidos, figura, plasticidade, sem deixar de ser também ideia (representação de algo concreto ou abstrato, imagem), a explicitação de nossas instituições mais profundas, (...) Por isso, a poesia instaura empatia e simpatia.
Pathos (palavra grega que significa paixão, excesso, catástrofe, passagem,  passividade, sofrimento, sujeitamento). E tudo abarca, enlaça e une, pois eidos e ideia são como passos de uma mesma dança.
(Do livro Navegadores do Olhar, em Prefácio, p. 7 - Musa Editora - São Paulo 1996)

Nenhum comentário:

Postar um comentário