sábado, 15 de janeiro de 2011

Rio de Janeiro - Montanhas e encostas

A montanha e suas encostas
Diz na literatura oriental que os monges moram nas montanhas. Monge é aquele que cuida das coisas de Deus.
Subir na montanha não é apenas passar pelas encostas no trajeto da iluminação.
Muitas são as vista de quem se aproxima do pico da montanha, o ponto mais alto. Mas, até chegar lá, existem os desafios da subida com as reflexões de quem faz o caminho novo.
 A montanha representa a inspiração divina e é o foco de peregrinações de transcendência e elevação espiritual. É um símbolo universal da busca de homens e mulheres para estar mais perto de Deus, uma alusão ao caráter místico de estar nos pontos elevados.
Na Bíblia há muitas  referências sobre ela, a montanha sagrada.
Mas, existe o  perigo dos deslizes da montanha, ou de queda, no sentido simbólico.
Que cada um se examine e, se estiver de pé, que cuide para não cair, palavras do Apóstolo Paulo.
O sermão da Montanha, proferido por Jesus ainda ecoa na literatura e nos corações de teólogos, exegetas e hermeneutas. Mais ainda nos corações dos povos simples que trabalham acreditando num mundo melhor.
Dizem que as altas montanhas lembram fortalezas, que são símbolos de segurança,  e para chegar até lá exige muito esforço
Morar nas encostas, muito mais.
O povo do Rio de Janeiro dá um exemplo de virtude e força no crescimento do ser humano diante da tragédia natural das chuvas nas regiões serranas. Salve o povo brasileiro!


Nenhum comentário:

Postar um comentário