quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Logomarca RIO 2016


Para um concurso que teve a participação de 139 agências, a nova logomarca Rio 2016, será um mera coincidência criativa?  
Segundo a agência carioca Tátil, criadora da marca, ela traduz o espírito olímpico e os atletas, o Rio e os cariocas, sua natureza, sentimentos e aspirações. Nada tem a ver com a logo da ONG TELLURIDE FOUDATION, mostrada acima. 
A Agência vencedora teria buscado inspiração  na pintura "A dança" (1933), de  Henri-Émile-Benoît Matisse.
     Em sua primeira fase, Matisse se mostrava como descendente direto de Cézanne, em busca do equilíbrio das massas, mas outras influências, como as de Gauguin, Van Gogh e Signac, levaram-no a tratar a cor como elemento de composição.
Do sensualismo das cores fortes, foi o único a evoluir para o equilíbrio entre a cor e o traço em composições planas, sem profundidade.
     Ao explorar ora o ritmo das curvas, como em "A música" (1909) e "A dança" (1933), ora o contraste entre linhas e chapadas, como em "Grande natureza morta com berinjelas" (1911-1912), Matisse procurou uma composição livre, sem outra ligação que não o senso de harmonia plástica. Sua cor não se dissolvia em matizes, mas era delimitada pelo traço.
A logomarca do carnaval Baiano de 2004 também lembra "A dança" de Matisse.
E agora? Vale mais a ideia ou forma?

Nenhum comentário:

Postar um comentário